Revista Mandala

A prática do yoga pode afetar diretamente o seu cérebro (e isso é ótimo)

Você conhece a surpreendente capacidade do yoga e da meditação de alterar nossos cérebros para melhor?

Compartilhar

Este artigo é uma tradução. Ele foi escrito originalmente por  no site Wanderlust. Para ler o texto em inglês, clique aqui. Para acessar a pesquisa Meditation and Yoga can Modulate Brain Mechanisms that affect Behavior and Anxiety: A Modern Scientific Perspective feita por Divya Krishnakumar, Michael R Hamblin and Shanmugamurthy Lakshmanan, clique aqui.

As coisas que pensamos e também as que fazemos têm um impacto dinâmico no nosso cérebro, nas nossas atitudes e, ainda, na nossa realidade. Meu pai sempre me lembrou do poder do pensamento positivo e da filosofia de criar minha própria realidade. Ele me ensinou que tudo começa com as coisas que nos contam e com a maneira como lidamos com as situações. A yoga me ajudou a incorporar esta mentalidade na minha prática diária e na minha vida.

Depois de perder meu pai para o câncer cerebral há sete meses, comecei a pesquisar os efeitos do yoga e do pensamento positivo no cérebro. Espero que essas descobertas inspiram você a diminuir a velocidade, aproveitar cada momento como se fosse o último e respirar.

O colapso

Uma mente estressada = músculos estressados = pensamentos negativos e ansiosos

Uma mente calma = músculos relaxados = pensamentos positivos e sublimes

Estamos condicionados a pensar, sentir e reagir da mesma maneira que fazemos quando a vida começa a se derramar sobre nós. É natural ser duro com nós mesmos e buscar continuamente soluções externas. Mas aqui está a boa notícia: você já possui todo o poder, a habilidade e os componentes necessários para alterar completamente a maneira como seu cérebro funciona, ou seja, possui todo o poder necessário para mudar sua vida para melhor!

A ciência

Se as livrarias com fileiras infinitas de livros de auto-ajuda, as milhões de cotações online e os seminários de mil dólares não parecem o bastante, não demonstram a importância de pensamentos felizes, da respiração profunda e não ajudam a desacelerar, talvez a evidência científica te convença de que algumas pequenas mudanças podem alterar sua vida inteira.

Pense nisso: nossos pensamentos e nossas ações realmente mudam a composição química do cérebro. Quando praticamos a respiração profunda, lenta, relaxamos os músculos e pensamos positivamente, estamos realmente reescrevendo o cérebro.

O Ph.D. Alex Korb é um pesquisador em neurociência da UCLA que estuda como o yoga afeta o estresse e o cérebro. Ele informou na Psychology Today que “os pensamentos específicos podem ser diferidos, mas as regiões cerebrais envolvidas neste processo e a resposta fisiológica serão iguais. A resposta ao estresse fisiológico significa um aumento da freqüência cardíaca, da taxa de respiração, da tensão muscular e da elevação do cortisol e outros hormônios do estresse”. Parece familiar, né?

Nossa resposta atual ao estresse é muito natural e difícil de combater, porque trata-se de hábitos que provavelmente foram adquiridos quando você era jovem e testemunhava as respostas dos seus pais nessas mesmas situações. Quando nos tornamos adultos, herdamos esses hábitos. Nosso cérebro pasaa a saber como reagir ao estresse, ao amor, ao desafio e à luta. É chamado de “nosso fator de resposta”.

Mais boas notícias! Podemos alterar nosso “fator de resposta” e romper com hábitos antigos que nos prejudicam e não nos ajudam a sermos as melhores versões de nós mesmos. O segredo: yoga e meditação!

A Conexão Yoga

A prática de yoga é sobre o que aprendemos ao nos sentarmos no tapete (todas as coisas que discutimos aqui hoje: respiração profunda, suavização dos músculos, limpeza da mente e estar no momento presente) e podemos levar para a vida diária, fora da prática em si. De acordo com as pesquisas, as técnicas aprendidas ajudam a abandonar maus hábitos, eliminar a negatividade e diminuir o estresse.

Além disso, os efeitos poderosos da meditação no cérebro são assunto frequente de estudos médicos e novas pesquisas científicas são divulgadas diariamente sobre os benefícios neurológicos da prática. Yoga e meditação diminuem o estresse, a depressão e a ansiedade, aumentando a sensação de felicidade e a qualidade de vida em geral.

Edmar Borges

Jornalista latino-americano sem dinheiro no banco nem parentes importantes, ilustrador vindo do interior de Minas Gerais. Acredita que um dia a tecnologia e a espiritualidade vão ter uma linda prole. Você também me encontra em omxxnamashivaya.tumblr.com

comentários

  • Prático Yoga a algum tempo, e agora resolvi fazer curso de formação em Yoga, como todo curso acadêmico, vou precisar fazer um seminário, gostei muito de tudo que li aqui muito interessante, posso estar usando para meu seminário. Aguardo resposta.
    Muito obrigada

    • Oi, Ana! Boa tarde! As informações deste artigo foram elencadas por Zuzu Perkal e ela se baseou em resultados de estudos que encontrou em sua pesquisa. Portanto, são dados científicos, de livre divulgação e acesso. Abraço!

Assine nossa news!

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.