Revista Mandala

Ler também pode ser meditar

Por que a leitura é uma ótima maneira de desacelerar?

Compartilhar

printEste artigo é uma tradução de Reading fiction as meditation, escrito por Josh Guilar e publicado originalmente no Medium.

 

Acho que foi Alan Watts que disse que as únicas pessoas que precisam de um guru são aquelas que querem um.

O mesmo vale para a meditação. Há aqueles que simplesmente meditam: se estão sentados, de pé, andando ou em um café olhando pela janela. E há aqueles que precisam de silêncio e cerimônia para se retirar.

Um método não é melhor que o outro. Cada um deve fazer aquilo que funciona para si mesmo.

A leitura como um ato de meditação

Recentemente, li Guerra & Paz e devo dizer que me perder no romance de Tolstoy foi bem relaxante.

Guerra & Paz exige uma boa dose de paciência e atenção, uma vez que o próprio Tolstoy não teve absolutamente nenhuma pressa para escrevê-lo. Mas ele também requer, como muitos bons livros, que o leitor esteja tão presente e inserido no que está acontecendo que ele acaba se esquecendo do mundo ao seu redor.

man-1209531_1280Você se esquece de tudo e é absorvido pela página, e é este ato de escapismo, de se perder em um bom livro, que permite que você relaxe: mesmo que só por uma horinha ou mais por dia.

Como disse Buda, “você deve meditar 15 minutos por dia, no entanto, se você está muito ocupado, deve meditar durante uma hora.”

É claro que nem toda leitura vai ser meditativa, assim como nem toda vez que você se senta começa a meditar. Lendo um livro de negócios que está tentando te ensinar algo você não terá a mesma experiência que lendo um romance. Romances se tratam de escapismo, um livro de negócios ou algum outro livro didático se trata, geralmente, de pessoas tentando resolver seus problemas.

A leitura como uma maneira de ir devagar

Eu tenho encontrado na Internet muita coisa do tipo “como ler mais rápido”. Inacreditável. Ler não é uma competição. É relaxamento: um ato de escapar, abrandar. Quer dizer, quem vai ao cinema e pede para acelerarem o filme e as legendas para ele ser assistido mais rápido?
Ninguém. Essa não é a questão. O ponto é se sentar e se desligar por duas horinhas.

Isso é o que um bom livro pode fazer por você. Fazer você relaxar. Desacelerar. Não importa se você só lê 10 livros por ano; se você realmente gosta desses livros e eles te proporcionam o desligamento que você quer, então esses livros têm servido bem o seu propósito.

Negócios, marketing, biografias e outros livros de não-ficção

“Se você seguir estes 5 passos simples, vai ser capaz de ler 3 livros por semana.”

Sim, você pode fazer isso. E você vai ser capaz de dizer que leu 3 livros por semana. Mas o que mais você extrairá disso? Será que você teve tempo para absorver a informação? Você compreendeu de verdade o que você leu ou só superficialmente?

business-1031754_1280Umberto Eco, o grande italiano filósofo, escritor e semiólogo, disse que ele conseguia dizer quando seus alunos sabiam o que estavam falando quando parafraseavam suas fontes, em vez de simples e objetivamente citá-las. Isso significava que eles não só tinham lido, mas entendido o que leram.

Qualquer um pode fuçar num livro e depois arrancar aspas dele. Não é uma tarefa muito difícil; basta perguntar a estudantes universitários…

Eu recomendo tentar pelo menos uma vez: ler um livro pelo divertido e genuíno prazer de se sentar e se deixar envolver por um novo mundo. Ou ouvir um audiobook, não é bem a mesma coisa mas pode ter um efeito parecido.

A leitura é uma maneira divertida de tornar-se indisponível, se preencher em outro mundo e esquecer este aqui. Só por tempinho.

Obrigado por ler isto.

Edmar Borges

Um latino-americano sem dinheiro no banco nem parentes importantes, graduando em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto e vindo do interior de Minas Gerais. Você também me encontra no Obvious Lounge e no Medium Brasil.

Comentar

Cadastre-se

Assine nossa news!



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.