Revista Mandala

Pesquisa indica efeito potencializador de mindfulness na criatividade

O que está entre você e seus recursos mentais mais poderosos?

Compartilhar

A criatividade, além de impulsionar os processos de produção artística e ampliar as perspectivas profissionais, tornam qualquer atividade mais lúdica e prazerosa. No entanto, ambientes de trabalho que obedecem formatos de mercado mais antigos e automatizados não fornecem as condições necessárias para que a capacidade criativa dos funcionários se expresse.

Além disso, mesmo em um ambiente favorável ao processo criativo, sabemos que uma série de fatores tornam essa atividade subjetiva. Afinal, muitos acontecimentos do cotidiano, mesmo que aparentemente pequenos ou irrelevantes, influenciam na abertura de uma pessoa à manifestação da criatividade em todo seu potencial.

O que isso tem a ver com mindfulness?

A arte da presença

Estar atento ao momento presente é uma forma de se beneficiar em vários sentidos, já que a prática de atenção plena ou mindfulness possibilita que o indivíduo assimile melhor o ambiente e ao que ele traz de novo a cada instante. Por isso, a prática pode ajudar pessoas que procuram maneiras de aprimorar seu estado criativo.

Praticantes regulares de mindfulness relatam sentir menos emoções negativas.

Um estudo realizado na Rotterdam School of Management, na Universidade Erasmus (Países Baixos), revelou que praticar dez minutos de meditação consciente é capaz de aumentar a percepção da mente e possibilitar que o indivíduo encontre soluções e acesse ideias com mais facilidade.

Liderado pela pesquisadora Emma Schootstra, o experimento confirmou o que pesquisas anteriores já haviam sugerido: praticantes regulares de mindfulness passam por menos experiências de estresse e relatam sentir menos emoções negativas.

Agora, com o objetivo de compreender o efeito do mindfulness nas manifestações criativas, a equipe de estudiosos (que inclui também os pesquisadores Evgenia Dolgova e Dirk Deichmann) observou o comportamento dos participantes em uma experiência de brainstorming, ou seja, uma reunião de criação. Para isso, eles foram divididos em três grupos enquanto apresentavam suas ideias de negócio relacionadas ao uso de drones.

O primeiro grupo foi submetido a uma sessão de meditação consciente de 10 minutos de duração, durante a qual seus membros foram guiados por uma gravação em áudio. O segundo grupo, também durante 10 minutos, recebeu uma única instrução: “relaxe e deixe os seus pensamentos fluírem naturalmente”. O terceiro grupo, por sua vez, não teve nenhuma preparação especial durante o brainstorming.

O que está entre você e a sua expressão criativa?

Todos os três grupos conseguiram desenvolver soluções e ideias relacionadas ao uso de drones. No entanto, identificou-se que o grupo que havia meditado conscientemente por 10 minutos durante o processo chegou a respostas mais variadas e desenvoltas. Em média, apresentaram cerca de 22% a mais de criatividade ao propor ideias variadas, desde lavar janelas e apagar incêndio até alimentar girafas.

Além disso, notou-se que o grupo de meditantes teve um comportamento significantemente mais calmo durante o trabalho. Os participantes que praticaram mindfulness apresentaram-se menos inquietos e nervosos até a concepção final de suas ideias.

Sendo assim, a pesquisa indicou grande ajuda da prática de atenção plena na execução de tarefas que exigem raciocínio lógico e criatividade. Além disso, entendeu-se que, mediante a prática regular de 10 minutos de mindfulness, é possível alcançar insights de forma mais natural e menos cansativa.

Edmar Borges

Jornalista latino-americano sem dinheiro no banco nem parentes importantes, ilustrador vindo do interior de Minas Gerais. Acredita que um dia a tecnologia e a espiritualidade vão ter uma linda prole. Você também me encontra em omxxnamashivaya.tumblr.com

Comentar

Assine nossa news!

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.